Joann Sfar

Argumentista, Desenhador
(França) Nice, 28 de Agosto de 1971


Joann Sfar nasce em Nice em 1971, filho de mãe cantora e pai advogado. É educado segundo as culturas judia ashkenaze e sefardita, aprende hebraico e os princípios da Torá, mas também frequenta a escola pública francesa. Sfar, cujo apelido vem precisamente de sofer, «escrivão» em hebraico, depressa começa a inventar e desenhar histórias com a abundância que ainda hoje o caracteriza. A partir dos quinze anos, envia, mensalmente, um novo projecto de banda desenhada a diferentes editores, rejeitados com a mesma regularidade. Mais tarde, conhece Fred, Baudoin e Pierre Dubois, que se tornam nos seus verdadeiros pais espirituais. Depois de um doutoramento em Filosofia na Universidad de Nice, estudou Belas Artes em Paris e apaixonou-se pelos cursos de Morfologia. Em 1993, cruza a porta do atelier Nawak, o futuro atelier Des Vosges, onde conhece Lewis Trondheim, David B., Jean-Christophe Menu, Emmanuel Guibert, Christophe Blain, Émile Bravo e Marjane Satrapi. Num belo mês de 1994, três editores diferentes propõem-lhe editar o seu trabalho. O seu primeiro livro, Noyé le poisson, foi publicado nesse mesmo ano por L’Association. Depois, a um ritmo aparentemente desordenado, Joann Sfar compõe obras de uma originalidade absoluta. A profundidade das suas histórias nunca exclui a diversão nem a sensualidade. Os seus personagens têm a mesma truculência que os de Albert Cohen. E o prazer de desenhar é nele tão comunicativo como em Quentin Blake. Graças a autores como Sfar, a banda desenhada eleva-se a um novo patamar.
Assina já mais de cem obras de banda desenhada. Igualmente cineasta, é o autor de Gainsbourg – Vie Heroique”, tendo também co-realizado o filme de animação baseado na BD O Gato do Rabino.


Séries publicadas em Portugal:

One-shots publicados em Portugal:
  • A filha do professor (La fille du professeur), 1997, Sfar e Guibert, Álbum Witloof
  • O principezinho (Le petit prince), 2008, Sfar, Álbum Editorial Presença [2008]
[actualizado a 22-2-2015]
Esta página destina-se a compilar a banda desenhada publicada nas revistas portuguesas do século XX. Os dados constantes desta base de dados foram retirados das revistas, álbuns, bibliografia especializada e páginas da Internet. As informações constantes desta base de dados não se consideram completas, sendo meramente uma comparticipação do autor para o estudo da banda desenhada publicada em Portugal. Contudo, as bases de dados estão em permanente actualização. A catalogação dos episódios está, quando possível, ordenada por ordem cronológica da sua edição no país de origem. Nos autores, o primeiro nome refere-se ao desenhador. O ano refere-se à primeira publicação do episódio. Desde já, agradeço quaisquer colaborações para o desenvolvimento desta página, enviando correcções, aditamentos ou sugestões através do formulário da página.