Bobo

Humorístico
Spirou #1204, 12 de Abril de 1961 - Spirou #3057, 13 de Novembro de 1996
Maurice Rosy (argumento) e Paul Deliège (desenho)
Estreia em Portugal: Álbum Assírio & Alvim, Abril de 1982
Outras publicações: Jornal da BD


Bobo é um presidiário de trabalhos forçados da prisão de Inzepoket que só tem um objectivo na sua vida: evadir-se. Maurice Rosy, pouco tempo depois da criação da série, abandona o projecto. Pol Deliège continuará a série, até se aposentar em 1996, libertando o seu prisioneiro no episódio final na revista Spirou #3057.


Bibliografia portuguesa:
  • A inundação (L’inondation), 1975, Deliège, Jornal da BD #187
  • A febre do ouro (Ruée vers l’or), 1976, Deliège, Jornal da BD #187
  • Os comic's magalas (Les comic’s troupiers), 1976, Deliège, Jornal da BD #183 a #184
  • O singular passatempo do senhor Alberto (Le drôle de passe–temps de monsieur Albert), 1976, Deliège, Jornal da BD #187
  • O bolo de Natal (La bûche), 1976, Deliège, Jornal da BD #187
  • A bomba de gasolina do prof. Von Himmelkreutz (La pompe à essence du prof. Von Himmelkreutz), 1977, Deliège, Jornal da BD #187
  • O capelão (L’aumônier), 1978, Deliège, Jornal da BD #187
  • O bolo de aniversário (Le gâteau d’anniversaire), 1978, Deliège, Jornal da BD #187
  • O violoncelo (Le violoncelle), 1979, Deliège, Jornal da BD #181
  • O saco (Le sac), 1979, Deliège, Jornal da BD #177 a #180
  • O botão (Le bouton), 1979, Deliège, Jornal da BD #182
  • Bobo comic's magala (Bobo comic's troupier), 1980, Deliège, Álbum Assírio & Alvim [1982]
  • Um saco em bolandas (Un sac en cavale), 1981, Deliège, Álbum Assírio & Alvim [1982]
[actualizado a 9-2-2015]
Esta página destina-se a compilar a banda desenhada publicada nas revistas portuguesas do século XX. Os dados constantes desta base de dados foram retirados das revistas, álbuns, bibliografia especializada e páginas da Internet. As informações constantes desta base de dados não se consideram completas, sendo meramente uma comparticipação do autor para o estudo da banda desenhada publicada em Portugal. Contudo, as bases de dados estão em permanente actualização. A catalogação dos episódios está, quando possível, ordenada por ordem cronológica da sua edição no país de origem. Nos autores, o primeiro nome refere-se ao desenhador. O ano refere-se à primeira publicação do episódio. Desde já, agradeço quaisquer colaborações para o desenvolvimento desta página, enviando correcções, aditamentos ou sugestões através do formulário da página.