Jean Giraud/Moebius

Argumentista, Desenhador
(França) Nogent-sur-Marne, 8 de Maio de 1938 - Paris, 10 de Março de 2012

Com o seu próprio nome, ele é o autor da série western Blueberry e sob o pseudónimo de Moebius é um dos artistas mais inovadores do século vinte. Depois de ter seguido estudos de arte desde a mais tenra idade, frequentando a Escola de Artes Aplicadas de Paris, Giraud iniciou-se, em meados dos cinquenta, na BD nos periódicos Far-West, Sitting-Bull, Fripounet et Marisette, Ames Vaillantes e Vaillants Coeurs.
Faz o serviço militar na Argélia, onde colabora na revista do exército 5 / 5 Forces Françaises. No regresso à vida civil, le aprende a arte da profissão com Jijé , ajudando-o no episódio de Jerry Spring, La route de Coronado, para a revista Spirou . Para a empresa de publicidade de Benoît Gillain, filho de Jijé, Giraud contribui com as séries Bonux-Boy e Total Journal. Paralelamente, trabalha nos anos de 1961 e 1962 com Jean-Claude Mézières na coleção L'Histoire des Civilizacions da editora Hachette.
Quando Jean-Michel Charlier oferece a Jijé o argumento para uma nova série de western, este propõe Giraud e nasce Blueberry. O primeiro episódio da série, Fort Navajo, estreia-se na revista Pilote em 1963. Blueberry logo se torna numa das melhores séries realistas de western. A série tem, ao longo dos anos, vários spin-offs, como A juventude de Blueberry e Marshall Blueberry. Contudo, Giraud não colabora nestes spin-offs, mas, a partir de 1991, assume o argumento de Marshall Blueberry (os desenhos são de William Vance e, mais tarde, de Michel Rouge). Desde o final dos anos 1960, Giraud havia começado a criação de uma obra, mais experimental, sob o pseudónimo de Moebius. Com o seu nome, continua a trabalhar em Blueberry e os seus spin-offs, e cria um novo personagem com Jean-Michel Charlier para uma edição especial de 1976 da revista Pilote, Jim Cutlass.
Para ser a princípio um one-shot, a série foi recuperada em 1987 por Christian Rossi e continuou na revista Á Suivre com argumentos de Giraud até 1990. Após um desentendimento com a editora Dargaud, Giraud continua Blueberry em revistas como Super-Como e Métal Hurlant.
Moebius aparece pela primeira vez em 1963 numa série de contos publicados na revista Hara-Kiri. Nos anos posteriores, Moebius torna-se mundialmente famoso na ficção científica e arte erótica. Associa-se ao argumentista Alejandro Jodorowsky, com o sem palavras heroic-fantasy Arzach, além de numerosas obras para a Métal Hurlant. A partir de 1969, Moebius faz uma série de ilustrações para a revista Opta, marcando o início das explorações de Giraud fora do mainstream.
Nos anos seguintes, Moebius aparece em L'echo des Savanes com Cauchemar Blanc, nas Éditions du Fromage com Le Fou Bandard e na revista Pilote com L'Homme est-il Bon?. Em 1975, Moebius, juntamente com Jean-Pierre Dionnet, Philippe Druillet e Bernard Farkas, co-funda Associés Les Humanoïdes e lança Métal Hurlant, a influente revista francesa de BD da década de 1970.
Para a Métal Hurlant, Moebius / Gir produz obras como A Garagem Hermética, The Long Tomorrow, Dupla Evasão e Citadela Cega. Com Alejandro Jodorowsky cria, em 1980, o detective futurista John Difool.
A partir de 1983, Moebius rentabiliza em merchandising as suas produções. Co-funda a empresa Aedena e estabelece-se em Los Angeles. Durante a sua estadia nos EUA, viu as suas obras mais importantes serem publicadas pela Marvel. Paralelamente, ilustra um episódio de Silver Surfer de Stan Lee, e colabora com o argumentista Jean-Marc Lofficier em The Elsewhere Prince e The Onyx Overlord, respectivamente, desenhados por Eric Shanower e Jerry Bingham. Sob a etiqueta Aedena, produz o portfolio La Cité-Feu com Geoff Darrow  e escreve A Noite da Estrela para Marc Bati. Também com Bati, realiza Majeur Cristal para a editora Dargaud, uma série que foi mais tarde renomeada para Altor.
Em 1989, regressa à Europa, onde começa uma colaboração com a revista À Suivre. Além dos argumentos para a série Jim Cutlass com o seu próprio nome, começa o ciclo O Mundo d'Edena, uma série que teve origem em Sur l'Étoile, uma história publicitária em BD para a marca Citroen. Em 1992, volta a trabalhar com Jodorowsky em Le Coeur Couronne, uma novela gráfica para os Les Humanoïdes Associés.
Em 1994, começa uma nova versão do clássico Little Nemo de Winsor McCay, agora desenhada por Bruno Marchand.
Desenha O Homem de Ciguri, a aguardada sequela de A Garagem Hermética. De seguida, participa em projectos colectivos e escreve Ikaru para Jiro Taniguchi, cuja história é publicada numa revista japonesa. A dupla Moebius/Jodorowsky cria em 1995 um novo ciclo chamado Après l'Incal, publicado pela Les Humanoïdes a partir de 2000.
Além de suas grandes histórias em BD e ilustração, Moebius também colabora na 7ª arte, com argumentos, entre outros, para a Disney no filme Tron, e em 1985, é o autor dos argumentos, cenários e figurinos para o filme Little Nemo. Na década de 1990, trabalha em projectos de filmes como Starwatcher e faz uma adaptação do filme Le Garage Hermetique, que permanece inédito devido a problemas financeiros.

Público/Edições ASA

Os álbuns com a chancela Público/ASA é uma parceria do jornal Público e as Edições ASA, que têm vindo a editar várias colecções distribuídas com o jornal e, posteriormente, em algumas livrarias.

Séries publicadas:
Adéle Blanc-Sec, Alix, Âromm, Assassino (O), Astérix, Bernard Prince, Blacksad, Blake e Mortimer, Blueberry, Buda Azul, Buddy Longway, Clifton, Clorofila e Minimun, Corto Maltese, Destino Adiado, Em Busca do Pássaro do Tempo, Gaston Lagaffe, Gato do Rabino (O), IR$, Iznogoud, Jonathan, Lama Branco, Largo Winch, Lester Cockney, Lucky Luke, Marsupilami, Max Fridman, Michel Vaillant, Mureña, Passageiros do Vento (Os), Ric Hochet, Rock Derby, Spaghetti, Sono do Monstro, Spirou e Fantásio, Thorgal, Titeuf, XIII, XIII Mistery, Vagabundo dos Limbos, Valérian, Vasco

One-shots publicados:
  • A feira dos imortais (La foire des immortels), 1980 [2008
  • O raio U (Le rayon U), 1974, Edgar Pierre Jacobs [2009]
  • Jardim Zoológico - 125 anos, José Garcês [2009]
[actualizado em 10-3-2015]

Edições ASA

Estado: Activa
Morada: Rua Cidade de Córdova n.º 2 2610 - 038 Alfragide
Link: www.asa.pt
Telefones: 351 21 427 22 00

A Edições ASA é a chancela da ASA Editores, S.A., uma editora portuguesa. O seu nome é composto pelas iniciais do nome de seu fundador, Américo da Silva Areal. A empresa foi fundada em 1951, e hoje é conhecida no mercado do país pelos seus manuais escolares para o ensino primário, preparatório e liceal. Possui um portefólio de autores e colecções bastante alargado. Inicialmente mais vocacionada para a literatura, incluindo a infanto-juvenil, poesia, a arte, a arquitectura, e outros, desde 2002 aposta na banda desenhada, tanto de autores internacional como nacionais. Pertence ao grupo Leya.

Correio da Manhã

Estado: Activa
Link: www.cmjornal.xl.pt

O Correio da Manhã é um jornal diário matutino português, pertencente ao grupo Cofina e fundado por Vítor Direito. Iniciou a sua publicação em 19 de Março de 1979. Paralelamente, editou algumas colecções de álbuns de BD vendidas com o jornal.

Séries publicadas:
Batman, Blueberry, Conan, Corto Maltese, Demolidor, Elecktra, Fantasma, Flash Gordon, Garfield, Gaston Lagaffe, Giuseppe Bergmann, Homem-Aranha, Íncrível Hulk, Lucky Luke, Mafalda, MandrakeMichel Vaillant, Mickey, Mónica, Pateta, Pato Donald, Popeye, Quarteto Fantástico, Ric HochetSpirou e Fantásio, Star Wars, Superman, Surfista Prateado, Tarzan, Tex Willer, Tintin, Tio Patinhas, Wolverine, X-Men

[actualizado em 4-2-2015]

Selecções BD [1ª série]

Datas de publicação:
#1 (Abril de1988) a #44 (Dezembro de 1991)
Dimensões aproximadas: 235x310 mm
Cor: P/B, 4 cores
Periodicidade: Mensal
Director: Orlando Campos
Propriedade: Meribérica/Liber, Editores, Lda.


Séries publicadas:
Anjos de Aço, Bernard Prince, Blake & Mortimer, Blueberry, Cabra-Cega, Canardo, Capitão Moulin Rouge, Coisas da Vida, Colby, Comanche, Condor, Dick Hérisson, Em Busca do Pássaro do TempoEscorpiões do Deserto (Os)Hans, Inoxidáveis, Jack PalmerJérémiah, Jessica Blandy, Léo Roa, Lucky Luke, Luís Má Sorte, Mac Coy, Marie JadeMichel Vaillant, Mundo de Edena (O), Rohner, Rork, Serge Morand, S.O.S. Felicidade, Spirou & Fantasio, Tai-Dor, Tanguy & Laverdure, Taxi, Torres de Bois-Maury (As), Vagabundo dos Limbos (O), Valérian, XIII

One-shots publicados:
  • O bobo, 1956, José Ruy, #6 a #11
  • O pequeno muro do Atlântico (Le petit mur de l'Atlantique), 1988, J.C. Denis, #12
  • O cavaleiro branco (Le chevalier blanc), 1988, Alfonso Font, #19
  • Viagem a Itália - 1 (Voyage en Italie - 1), 1988, Cosey, #26 a #28
  • O triunfo dos porcos (La ferme de animaux), 1985, Marc Bati e Jean Giraud, #26 a #28
  • O processo, ?, Antonio Hernandez Palacios, #37
  • Viagem a Itália - 2 (Voyage, en Italie - 2), 1988, Cosey, #39 a #41
  • O oásis (?), ?, Alfonso Font, #42
  • O insondável (L’impénétrable), 1981, Alfonso Font, #43
[actualizado em 1-5-2015]

Selecções BD [2ª série]

Datas de publicação: #1 (Novembro de 1998) a #31 (Maio de 2001)
Dimensões aproximadas: [230*300]
Cor: P/B, 4 cores
Preço: 900$00 (#1 ao #18) e 990$00 (#19 ao #31)
Nº de páginas: 84
Periodicidade: Mensal
Director: Maria José Pereira
Propriedade: Meribérica/Liber, Editores, Lda.


Séries publicadas:
Alvar Mayor, Battler Briton, Billy the Kid, Blake & Mortimer, Blueberry, Cabra-cega, Caçadores de Imagens, Cidade, Cisco Kid, Cogito Ego Sum, Condenado do Farol, Corto Maltese, Crepúsculo dos Deuses, Dallas Barr, Diário de Areia, Era Xenozóica, Fábulas da Bósnia, Garra de Aço, Garth, Histórias Negras, Jérôme Moucherot, Jesuit Joe, Ken Parker, Little Ego, Lucky Luke, Mandrake, Monsieur Jean, Nic, O que há de novo no império?, Robin dos Bosques, Stratos, Thorgal, Tornado, Torpedo, Verídico, Wladimir

One-shots publicados:
  • Franco Sacchetti - Nobela LXIV, 1998, E.T. Coelho, #1
  • A estátua perdida, 1999, Ruy, #4
  • Vinte anos depois (Vingt ans aprés), 1995, Dany e Van Hamme, #4 a #7
  • Carnaval (?), ?, Giardino, #4
  • Um motim popular - Franco Sachetti Novela CLIX, 1998, E.T.Coelho, #6
  • Piero, os sonhos e o tempo (?), ?, Giardino, #7
  • O teatro do mistério (E.P Jacobs dans le théatre du mystère), 1984, Carin e Riviére, #9
  • Nocturno (Nocturne), 1980, Caza, #10
  • O último selvagem (Le dernier sauvage), 1981, Dany, #10
  • Sobre um falso nome (Sotto falso nome), Giardino, #11*
  • Fantasmas, ?, Altuna e Trillo, #12
  • Senaquerib, rei da Assíria, 1999, E.T.Coelho, #12
  • L'lobo (?), ?, Caza, #13
  • Marilyn Monroe (Marilyn Monroe : A Girl's Best Friend), 1985, Blanc-Dumont e Dufaux#15
  • Húmida e distante (Umida e lontana), Giardino, #16*
  • Charlie Chaplin, o garoto de Londres (Charlie Chaplin : Le gosse de Londres), 1985, Carin e Riviére, #17 
  • Equinócio (Equinoxe), 1984, Caza, #20 a #21
  • [s.t.], Giardino, #21*
  • A descoberta da Ilha da Páscoa (La découverte de l'ile de Pâques), 1955, Follet e Duval, #22
  • O rei do bosque, 2000, E.T. Coelho, #22
  • S.O.S. Titanic (SOS Titanic), 1983, Ferry e Duval#25
  • Lendas japonesas: Amaterasu, a deusa da luz do sol, 1950, Ruy, #25
  • Mataram Wild Bill (On a tué Wild Bill), 1999, Herman, #25 a #27
  • A consoada de Candy Sand (Le réveillon de Candy Sand), 1957, E.T.Coelho,#26
  • Heyoka (Heyoka), 1981, Cosey, #27
  • Linha azul (Lune bleue), 1999, Follet e Vehlmann, #27
  • O crepúsculo dos heróis (Le crépuscule des héros), 2000, Bodart e Vehlmann, #28
  • Lendas japonesas: As duas rãs curiosas, 1950, Ruy, #30
  • A peste, 2001, E.T.Coelho, #31
  • O deus roubado, ?, Rubio e Trillo, #38
3 histórias do álbum «Férias Fatais»
[actualizado em 1-3-2015]


Edições 70

Estado: Activa
Morada: Avenida Fontes Pereira de Melo, 31 - 3º C 1050-117 Lisboa
E-mail: geral@edicoes70.pt
Link: www.ediçoes70.pt
Telefones: (+351) 21 3190240

As Edições 70 surgiram no início da década de 1970. Os seus primeiros quatro anos, anteriores ao 25 de Abril de 1974, a editora esteve quase a desaparecer, devido à apertada vigilância exercida pela Censura, que levou à apreensão de diversas obras, levando a editora a sofrer elevadas perdas financeiras.Com o 25 de Abril de 1974, e a abertura cultural, surgiram novos e ambiciosos projectos que se concretizaram nos anos seguintes. Em 1976, iniciaram um processo de intensa cooperação com os PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa) permitindo a divulgação de muitas obras e autores desses países. A partir de 1978, começaram a lançar várias colecções, que ainda hoje constituem a imagem de marca da editora e, através das quais, consagraram a sua vocação no âmbito das ciências humanas. Colecções como “O Lugar da História”, “Perspectivas do Homem”, “Arte & Comunicação”, “Biblioteca Básica de Filosofia” e “Textos Filosóficos”. Em 2005, as Edições 70 juntaram-se ao Grupo Almedina, alargando o seu catálogo, podendo continuar, como há mais de três décadas, a reivindicar o seu lema “Por uma cultura viva e livre”.

Séries publicadas:
Agente Secreto X-9, Alix, Cidades Obscuras, Corto Maltese, Escorpiões do Deserto, Jerry Spring

One-shots publicados:
  • Bancarrota! (Krash!), 1981, Christian Le Toct [1982]
  • A cidade dos anjos (La cité des anges), 1988, Villard e Romain Slocombe, [1990]
  • O perfume de um sonho (Rever, peut-être), 1987, Milo Manara [1990]
[actualizado em 11-1-2015]

Edinter

Estado: Inactiva
Morada: Rua Manuel Pinto de Azevedo, 363 - 4100 PORTO


Séries publicadas:
Al & Brock, Ali Béber, Arno, Clin d'OeilClorofila, Fantômette, Máscara Vermelha, Mickey através dos séculosNanouche, Peanuts, Túnicas Azuis (Os), Vasco, Victor Sackville, Zorro

[actualizado em 13-3-2015]

Spirou [2ª série]

Datas de publicação:
#1 (10 de Abril de 1979) a #32 (13 de Novembro de 1979)
Dimensões aproximadas: 190x275 mm
Cor: 4 cores com as quatro páginas centrais a preto e branco
Periodicidade: Semanal
Preço: 17$50 (do #1 ao 28), 22$50 (restantes números)
Nº de páginas: 32
Director: Vasco Granja
Propriedade: Livraria Internacional, Lda.


Séries publicadas:
Archie Cash, Attila, Buck Danny, César, Jerry Spring, Johan & Pirlouit, Marc Lebut, Natacha, Paul Foran, Sammy, Schtroumpfs, Sibylline, Spirou & Fantasio, Tif & Tondu, Tónius o lusitano, Yoko Tsuno

One-shots publicados:
  • A vida maravilhosa de Charles Chaplin, José Ruy, #1 a#23
  • Peregrinação de Fernão Mendes Pinto, José Ruy, #25 a #32
[actualizado em 18-2-2015]

Spirou [1ª série]

Datas de publicação:
#1 (21 de Outubro de 1971) a #26 (13 de Abril de 1972)
Dimensões aproximadas: 190x270 mm
Cor: 4 cores
Periodicidade: Semanal
Director: António Ramos
Propriedade: Livraria Bertrand, SARL

Séries publicadas:
Buck Danny, Jerry Spring, Schtroumpfs, Spirou & Fantásio, Tif & Tondu, Tio Paulo (As mais belas histórias do), Turma (A)


[actualizado em 8-11-2014]

Mundo de Aventuras [2ª fase]

Datas de publicação:
#1 (4 de Abril de 1973) a #589 (15 de Janeiro de 1987)
Dimensões aproximadas:
Fase 1: [#1 a #53] => 210x280 mm
Fase 2: [#54 a #502] => 165x235 mm
Fase 3: [#503 a #512] => 205x285 mm
Fase 4: [#513 a #589] => 165x235 mm
Cor: P/B [na fase 3, as 8 páginas interiores eram em quadricromia]
Periodicidade: Semanal (fases 1 e 2), Mensal (fase 3), Quinzenal (fase 4)
Nº de páginas: 32 (fase 1), 40 (#54 ao #117), 48 (#118 ao #182), 44 (#183 ao #363), 32 (#364 ao #502), 48 (fase 3), 32 (fase 4)
Preço: 5$00 (#1 ao #99), 6$00 (#100 ao #117), 7$50 (#118 ao #182), 10$00 (#183 ao #281), 12$50 (#282 a #323), 15$00 (#324 ao #429), 17$50 (#430 ao #463), 20$00 (#464 ao #502), 50$00 (#503 ao #512), 30$00 (#513 ao #529), 40$00 (#530 ao #571) e 50$00 (#572 ao #583)
Director:
#1 a #78: Vitoriano Rosa
#87 a #589: António Verde
Propriedade: Aguiar & Dias, Lda.

Mundo de Aventuras foi uma revista portuguesa de banda desenhada. Iniciou a sua publicação em 18 de Agosto de 1949. Sairam 1841 números até 15 de Janeiro de 1987, data em que se publicou pela última vez.
Começou por ser uma revista com histórias em continuação, publicando, na sua primeira fase, essencialmente banda desenhada norte-americana. A revista teve duas séries de numeração. A primeira durou até ao nº 1252, saído em 20 de Setembro de 1973. A partir dessa data, houve um renumeração da revista até ao seu final, no número 589, saído em 15 de Janeiro de 1987. Houve três números especiais: #46 (Especial do 26º aniversário; 10$00; 64 pp.), #64 (Especial de Natal; 10$00; 80 pp) e #565 (Especial de Natal; 80$00; 64 pp)


Séries publicadas:
Agente Secreto X-9, Ano 2000, Aquanautas, Archie Cash, Ayak, Bernard Prince, Big Ben Bolt, Billy Bis, Biorn o viking, Bóinas Verdes, Brick Bradford, Bruce J. Hawker, Buck Danny, Buck Rogers, Buddy Longway, Buz Sawyer, Capitan, Capitão Audaz, Capitão CaraíbaCartouche, Carson de VénusCavaleiro Ardent, Cavaleiro Negro, Cavaleiros Atómicos (Os), Cinco por InfinitoCisco Kid, Comanche, Comandos da Natureza, Christian VanelCorentin, Criss Golden, Davy Crockett, Dick Tracy, Érik o Vermelho, Fantasma, Flama de Prata, Flash Gordon, Franval (Os), Garrett, Garth, Guerrilheiros (Os)Hans, Hypérion, Ian Kaledine, Império de Trigan (O), Ivan Zourine, Jack Diamond, Jeff Hawke, Jerry Spring, Jess Long, Jim das Selvas, John Carter de Marte, Johnny Hazard, Jugurtha, Karga, Ka-Zar, Kerry Drake, Lance, Latigo, Lester Cockney, Mandrake, Mandrin, Matho Tonga, Matt MarriottMycroft & Klaxon, Olivier Rameau, Palavra ao júri (A)Paul Foran, PellucidarPom & Teddy, Principe Valente, Rádio Patrulha, Randall, Ric Hochet, Ringo, Rip Kirby, Robin dos Bosques, Rork, Rusty Riley, Secção "R", Sunday, Teddy Ted, Tetfol, Thorgal, Tiger Joe, Tim Tyler's Luck, Tomahawk TomTunga, Yalek, Yorik das Tempestades, Yves o Lobo

One-shots publicados:
  • Walter Muller, ?, Raymond Reding, #67 a #68
  • Prisioneiros do Ártico (Prisonniers de l'Arctique), 1966, William Vance e Step, #95
  • A lenda de Beowulf (The legend of Beowulf), ?, Franco Caprioli, #103
  • Madame Sans-Gêne, a primeira duquesa do império (Madame Sans-Gêne), 1965, Liliane e Fred Funcken, #135
  • Quando Leroy vestia o império (Quand Leroy habillait l'Empire),1966, Liliane e Fred Funcken, Yves Duval, #137
  • A guerra do condado de Lincoln (La guerre du comté de Lincoln), 1966, Hermann e Yves Duval, #183
  • A «rainhazinha» (La «petite reine»), 1966, Eddy Paape e Yves Duval, #210
  • Columbano, 1956, José Ruy, #275
  • O padre Flanagan: um apóstolo revolucionário (Un apôtre révolutionnaire le père Flanagan), 1963, Liliane e Fred Funcken e Yves Duval, #323
  • A lenda d' El rei D. Sebastião (La légende du roi Sébastien), 1968, Liliane e Fred Funcken e Yves Duval, #326
  • A evasão de Hugo Grotius (L'évasion d'Hugo Grotius), 1967, Sidney e Yves Duval, #332
  • Antoine-Marie Carême: um cozinheiro ideal (Un maître-queue de génie Marie-Antoine Carême), 1963, William Vance e Yves Duval, #346
  • Sobieski, o furacão: o salvador do ocidente (Le sauveur de l'occident, Sobieski, l'ouragan), 1963, William Vance e Yves Duval, #350
  • Um grande senhor da sétima arte (Un grand monsieur du 7ème art), 1967, Eddy Paape e Yves Duval, #352
  • A mensagem, 1956, José Ruy, #364 a #365
  • O cabo das tormentas (Le cap des tourmentes), 1969, Jarry e Yves Duval, #368
  • A primeira travessia aérea do Atlântico Sul (La première traversée de l'Atlantique sud), 1969, Eddy Paape e Yves Duval, #372
  • O fim de um pirata (La fin d'un pirate), 1969, Hermann e Yves Duval, #373
  • Luís de Camões, herói e poeta de génio (Don Luiz Camoens héros et poète de génie), 1964, Fernand Cheneval e Yves Duval, #375
  • Sitting Bull (Sitting Bull), 1966, Hermann e YvesDuval, #375
  • O abade de Smet, um titã do apostolado (Un titan de l'apostolat «Le Père De Smet»), 1964, Jean Torton e Yves Duval, #376
  • Os Dalton (Les Dalton), 1967, Hermann e Step, #387
  • Alerta aos piratas (Alerte aux pirates !), 1966, Hermann e YvesDuval, #388
  • Crazy Horse (Crazy Horse), 1966, Hermann e Yves Duval, #390
  • Longin, um verdadeiro centurião (?), ?, Eddy Paape e Yves Duval, #391
  • Marco Polo (?), ?, Liliane e Fred Funcken, #401
  • S.O.S. Lamorciére! (S.O.S. Lamoricière !), 1966, Manuel Ferreira e André Beckers, #405
  • A vida movimentada de Gusmão (La vie mouvementée de Gusmâo), 1967, Jean Torton e Jean-Luc Vernal, #408
  • A conquista do Peru (La conquête du Pérou), 1966, Jean Torton, #410
  • O último moicano (Le dernier des mohicans), 1954, Liliane e Fred Funcken, #417
  • Salvo por uma «gralha» (Sauvé par une coquille), 1969, Hermann e Pasquiez, #418
  • Laetitia Bonaparte, a senhora mãe (Un coeur et une tête Madame Mère Laetitia Bonaparte), 1963, William Vance e Yves Duval, #420
  • O conde de Saint-Germain (Le comte de Saint-Germain), 1967, Sidney e Laymilie, #421
  • O índio que se diz de rei de França (Un Indien qui se prétend le roi de France), 1978, Franz e Yves Duval, #423
  • Quando Charlot era uma criança (Quand Charlot était enfant), 1978, Franz e Yves Duval, #428
  • A epopeia dos cheyennes (L'épopée des Cheyennes), 1965, Jean Torton, #428
  • Vidocq, o polícia matreiro (Un héros de feuilleton, Vidocq le rusé policier), 1978, Franz e Yves Duval, #429
  • A tragédia do Lusitânia (La tragédie du Lusitania), 1965, Fernand Cheneval e Yves Duval, #449
  • O enigma do «máscara de ferro» (L'énigme du «Masque de Fer»), 1959, Liliane e Fred Funcken e Yves Duval, #451
  • A caça ao homem do xerife Pat Garrett (La chasse à l'homme du shériff Pat Garret), 1983, Franz e Yves Duval, #451
  • João XXIII, um papa inesquecível (Jean XXIII curé du monde), 1963, Liliane e Fred Funcken e Step, #453
  • Os mártires do pólo (Les martyrs du pôle), 1978, Ferry e Yves Duval, #463
  • Little Big Horn River (Little Big Horn River), 1962, Jean Torton e Yves Duval, #481
  • Pedro Bruegel (Pierre Bruegel), 1961, Liliane e Fred Funcken e Yves Duval, #482
  • O Marquês de Pombal (Le marquis de Pombal), 1966, Sidney e Yves Duval, #486
  • Guerrero, o defensor dos maias (Guerrero le défenseur des mayas), 1964, Jean Torton, #488
  • Clóvis, fundador da França (Clovis, fondateur de la France), 1964, Léonard e Yves Duval, #493
  • As flores renascem na Primavera (À Pâques, la prairie refleurira), 1962, Liliane e Fred Funcken e Yves Duval, #498
  • Jean Ango, o rei de Dieppe (Jean Ango le Roy de Dieppe), 1968, Sidney e Laymilie, #501
  • Aquele que nasceu duas vezes (Celui qui est née deux fois), 1983, #503
  • Henrique, o navegador (Henri le Navigateur), 1960, Liliane e Fred Funcken, #504
  • Operação «carne para tubarões» (Opération «chair à requins»), 1966, Hermann e Step, #510
  • A misteriosa cidade das núvens (La mystérieuse cité des nuages), 1979, Jean-Claude Servais e Yves Duval, #512
  • Mazeppa, o herói da Ucrânia (Le héros national de l'Ukraine Mazeppa), 1964, Liliane e Fred Funcken e Yves Duval, #514
  • Markos Botzaris (Markos Botzaris), 1964, Jean Torton e Yves Duval, #516
  • Johnny Weissmuller, um campeão olímpico chamado Tarzan (Johnny Weissmuller un champion olympique nommé Tarzan), 1978, Rasymond Reding, #522
  • William Wallace (William Wallace), 1963, L. Colsoulle e Yves Duval, #523
  • A proeza de Roland Garros (L'exploit de Roland Garros), 1964, Fernand Cheneval e Yves Duval, #534
  • A rainha morta (La reine morte), 1977, Francisco Coria e Yves Duval, #554
  • A primeira travessia do Atlântico Norte de avião (Au temps de la première traversée de l'Atlantique Nord en avion), 1964, Liliane e Fred Funcken e Yves Duval, #558
  • O rabino Jechielle (Le rabbin Jechiele), 1967, André Beckers e Laymilie, #560
  • Um certo O'Henry (Un certain O'Henry), 1961, Liliane e Fred Funcken e Step, #568
[actualizado a 17-3-2015]

Cavaleiro Andante [Nº Especial]

Datas de publicação:
[#1] (Junho de 1953) a [#16]  (Dezembro de 1961)
Dimensões aproximadas: 205x270 mm
Cor: P/B
Diretor: Adolfo Simões Muller
Propriedade: E. N. P.

Séries publicadas:
Bessy, Jean Valhardi, Jerry Spring, Lili hospedeira do ar, Quim & Manecas, Senhor Tric (O), Sexton Blake, Zorro

One-shots publicados:
  • Miguel Strogoff, ?, #Junho 1953
  • A conquista do pólo sul, ?, #Junho 1953
  • Luis Pasteur, ?, Giovannini, #Julho 1953
  • Viagem a Marte, ?, Marijac e Mathelot, #? 1953
  • O último dos mohicanos, 1942, Monsterlo, #Agosto 1953
  • A águia dos mares (Aquilla maris), ?, Caprioli e Belloni, #Outubro 1953
  • Leonardo da Vinci, ?, #Outubro 1953
  • Heróis do mar, ?, D'Amico, #Natal 1953
  • O herói dos Alpes - História de Guilherme Tell, ?, D'Amico, #Natal 1953
  • A corrida ao Alaka-Terra do Fogo, ?, Mathelot, #Primavera 1954
  • Dois anos de férias, ?, #Primavera 1954
  • Rabinthra, o pequeno lanceiro (Rabinthra, lancier du bengale), 1953, Graton e Duval, #Primavera 1954
  • Viagens de Gulliver, ?, Ralph Marc, #Junho 1954
  • Emboscada na selva, ?, #Junho 1954
  • A final do campeonato, ?, #Junho 1954
  • Oliver Twist, ?, Ralph Marc, #Outono 1954
  • Gutenberg, 1954, Ruy, #Outono 1954
  • A cidade perdida, ?, #Outono 1954
  • O pirata, ?, Yves Groux, #Natal 1954
  • Através do deserto (Hic sunt leones), ?, Caprioli e Belloni, #Natal 1954
  • Paz sobre a Terra, ?, #Natal 1954
  • A história de Buffalo Bill, ?, #Fevereiro 1955
  • A viagem maravilhosa do capitão Cook, ?, #Fevereiro 1955
  • As grandes caçadas, ?, #Abril 1955
  • Wagner (1813-1883), ?, #Abril 1955
  • A asa quebrada (L'ala spezzata), ?, De Luca e Belloni, #Abril 1955
  • Três num avião, ?, #Abril 1955
  • O perdão do imperador, ?, #Abril 1955
  • A pradaria, ?, Ralph Marc, #Junho 1955
  • Vincente Van Gogh, 1951, S. André, #Junho 1955
  • Camisolas azuis, ?, Polese, #Agosto 1955
  • Kumiak, o pequeno esquimó, ?, Polese, #Agosto 1955
  • Na pista dos elefantes, ?, #Agosto 1955
  • O jovem capitão, ?, Bufolente, #Natal  1955
  • A coroa de lata, ?, #Natal 1955
  • A lenda do palácio de cristal, 1955, Soares, #Natal 1955
  • Haydn (1732-1809), 1950, S. André, #Natal 1955
  • Columbano, 1956, Ruy, #Natal de 1956
  • Balada de Natal, ?, #Natal de 1956
  • A senda dos mistérios, ?, #Natal de 1956
  • O signo dos cavaleiros, ?, #Natal 1957
  • O trovador valente, ?, #Natal 1957
  • O último mamute, ?, Polese, #Natal 1957
  • O rapto, ?, #Natal 1957
  • Fernão Mendes Pinto, 1958, Ruy, #Natal 1957
  • O rei dos reis, 1958, Bento, #Natal 1957
  • Dona Leonor, Rainha: 1458-1958, Ruy, #Natal 1958
  • Fabre, o Homero dos insectos (Fabre, l'Homère des insectes), 1958, Aidans, #Natal 1959
  • Laurel & Hardy (Laurel & Hardy), 1960, Cheneval e Duval, #Natal 1960
  • A fada da montanha, ?, #Natal 1960
  • Os bandidos do autódromo, ?, Caesar, #Natal 1960
  • O anel do gigante, ?, J. A. Martinez, #Natal 1960
  • Ricardo Coração de Leão, ?, #Natal 1960
  • Aventura em Saravejo (Aventure à Sarajevo), 1960, Craenhals, #Natal 1961
[actualizado em 10-3-2015]

Jacques Lob

Desenhador, Argumentista
(França) Paris, 19 de Agosto de 1932 - Château-Thierry, 30 de Junho de 1990

Depois vários empregos, Jacques Lob começa a fazer ilustrações humorísticas em revistas francesas como Le Hérisson, Télé-Magazine, Fiction e Bizarre. Em 1960 e 1961, está presente na Hara-Kiri. Seguindo o conselho de Jean-Michel Charlier em deixar o desenho e concentrar-se na escrita de argumentos, começa a escrever textos para artistas como Pierre Guilmard, Mézières e Jo-El Azara, que são publicados nas revistas Pilote e Record. Em 1964, colabora com Georges Pichard criando a série Ténébrax para a Chouchou. Após um breve período na revista Tintin trabalhando com Azara, Lob faz parceria com Morchoisne para criar Kouakou na revista africana do mesmo nome.
Em 1966, escreve dois episódios do western Jerry Spring de Jijé para a revista Spirou. Em seguida, junta-se a Pichard para criar Submerman (1967, em Pilote), Branca Flor (1967, na V Magazine) e Ulysse (1968, na Linus e, mais tarde, na Charlie Mensuel e Phénix). Para a revista Pilote, escreve com O Dossier dos Discos Voadores, desenhado por Robert Gigi (1969-1975). Desde 1972, escreve ficção científica para Philippe Druillet (Lone Sloane) e José Bielsa (Les Mange-bitume). Nesse mesmo ano, apresenta Superdupont, um super-herói bem-humorado, na Pilote com Gotlib. Depois de ter sido desenhado por Gotlib, Superdupont é retomado por artistas como Alexis e Jean Solé, tornando-se numa das séries mais populares da Fluide Glacial.
Em meados dos anos 1970, Lob retoma o desenho e cria L'Homme au Landau para a L'echo des Savanes, seguido por Batmax em 1981. Lança a paródia de ficção científica Roger Fringant para a revista Métal Hurlant (1976-79). Jacques Lob torna-se, em 1984, o editor-chefe da revista Chic. Em 1986, escreve Intérieur Noir para Edmond Baudoin na revista À Suivre, seguido por Charley et Arlette para Dan em Okapi. Também com Baudoin, inicia, em 1988, a série sobre a mulher taxista Carla.

Maurice Rosy

Desenhador, Argumentista
(Bélgica) Fontaine-l'Êvêque, 17 de Novembro de 1927


Em 1956, Maurice Rosy assume o lugar de director artístico da revista Spirou, cargo que exerce até 1971, sempre na companhia de Yvan Delporte. Paralelamente, Rosy escreve um grande número de argumentos para Spirou & Fantásio, Jerry Spring, Tif & Tondu, Boulle & Bill, Max o Explorador. Em 1959, cria com desenhos de Paul Deliège a personagem Bobo. Em 1974, deixa a Bélgica, instalando-se em Paris, escrevendo, dois anos mais tarde, os argumentos do cão agente secreto Attila.

Bibliografia portuguesa:
Attila, Jerry Spring, Spirou & Fantásio, Tif & Tondu

[actualizado em 8-11-2014]

Zorro

Datas de publicação:
#1 (13 de Outubro de 1962) a #192 (11 de Junho de 1966)
Dimensões aproximadas: 150x210 mm
Cor: 4 cores
Periodicidade: Semanal
Director: Adolfo Simões Müller
Propriedade: E. N. P.


Yorik das Tempestades

Yorik des Tempêtes
Histórico
(Bélgica) Tintin #2/26º ano, 12 de Janeiro de 1971 - Tintin Sélection nº 19, Março de 1973
André-Paul Duchateau (argumento) e Eddy Paape (desenhos)
Estreia em Portugal:  Mundo de Aventuras (2ª fase) #240, 4 de Maio de 1978
Outras publicações: Selecções do Mundo de Aventuras


Esta efémera série retrata o mundo sanguinário dos flibusteiros. O corajoso e temerário Yorik das Tempestades, filho de um armador de Lorient, navega a bordo do Aurora na companhia dos seus amigos «Cabeça de Bigorna», «O Duende» e «O Pensador».

Bibliografia portuguesa:
  • A abordagem (L'abordage), 1971, Mundo de Aventuras (2ª fase) #240
  • Porto Garcia (Port-Garcia), 1971, Mundo de Aventuras (2ª fase) #241
  • Os provocadores de naufrágios (Les naufrageurs), 1971, Selecções do Mundo de Aventuras #248
  • A perseguição (La poursuite), 1971, Mundo de Aventuras (2ª fase)  #241
  • A armadilha (Le piège de Garcia), 1971, Mundo de Aventuras (2ª fase) #241
  • O ataque... (L'attaque...), 1971, Mundo de Aventuras (2ª fase) #241
  • Duelo na noite (Duel dans le nuit), 1971, Mundo de Aventuras (2ª fase) #241
[actualizado em 8-11-2014]

Yalek

Aventura
(Bélgica) Le Soir #240/83º ano, 15 de Outubro de 1969 - Éditions Novedi/Hachette, 1985
André-Paul Duchateau (argumento) e Christian Denayer (desenhos)
Estreia em Portugal: Jacaré #1, 29 de Maio de 1974
Outras publicações: Mundo de Aventuras (2ª fase), Jornal da BD


Yalek é um descendente de um chefe índio e tem um amigo chamado Donald Bock, o Pocket. Os dois personagens são repórteres de uma televisão independente instalada numa plataforma marítima ancorada fora das águas territoriais. Denayer, ocupado com a sua série Alain Chevalier e Al & Brock, cede o seu lugar de desenhador a Jacques Géron.

Udolfo

Ficção Científica
(França) Tintin Sélection, 1977 - Tintin, 1978
André-Paul Duchateau (argumento) e Eddy Paape e Andreas (desenhos)
Estreia em Portugal: Tintin #13/13º ano, 9 de Agosto de 1980


O Senhor Udolfo, escrivão público da cidade de Paris nos finais do século XVIII, é confrontado por casos insólitos de elixir da juventude, extra-terrestres e Dráculas.

Bibliografia portuguesa:
  • O relógio dos 7 rubis (La montre aux 7 rubis), 1978, Paape e Andreas, Duchateau, Tintin #13 as #16/13º ano
[actualizado em 8-11-2014]

Os 3 A

Aventura
(Bélgica) Tintin #14/17º ano, 3 de Abril de 1962 - Tintin #16/22º ano, 18 de Abril de 1967
André-Paul Duchateau (argumento) e Mittei e Tibet (desenhos)
Estreia em Portugal: Álbum Editorial Íbis, 1971
Outras publicações: Tintin


Os 3 A são uma patrulha de escuteiros na linha da Patrulha dos Castores, cujo nome provém das iniciais dos seus três membros: Alain, Aldebert e o guia André. Este simpático grupo vive intrigas policiais adocicadas com humor. A série teve início na revista Tintin em 1962 e por lá ficou durante cinco anos. Se Mittei assina os desenhos, é contudo Tibet que desenha todos os personagens nos primeiros cinco episódios, enquanto o argumento é de André-Paul Duchateau, sob o pseudónimo de Michel Vasseur.

Bibliografia portuguesa:
  • Os piratas do nevoeiro (Les naufrageurs de la brume), 1963, Álbum Editorial Íbis, Colecção Videorama #6, [1970]
  • A prova do fogo (L’épreuve du feu), 1964, Tintin #51/5º ano a#13/6º ano
[actualizado em 8-11-2014]

Sherlock Holmes

Policial
(França) Editions Claude Lefrancq, Abril de 1990
André-Paul Duchateau (argumento) e Guy Clair (desenho)
Outros artistas: Stibane
Estreia em Portugal: Álbum Repsol Portugal, 1997


Adaptação em banda desenhada das aventuras do detective Sherlock Holmes de Arthur Conan Doyle.


Bibliografia portuguesa:
  • O cão dos Baskerville (Le chien des Baskerville), 1991, Stibane e Duchateau, Álbum Repsol Portugal [1997]
  • Jack, o estripador (Jack, l'éventreur), 1994,  Stibane e Duchateau, Álbum Repsol Portugal [1997]
  • A fita manchada (La bande mouchetée), 1995,  Stibane e Duchateau, Álbum Repsol Portugal [1997]
[actualizado em 8-11-2014]

Serge Morand

Policial
(França) Circus #60, Abril de 1983 - Circus #107, Março de 1987
André-Paul Duchateau (argumento) e Patrice Sanahujas (desenhos)
Estreia em Portugal: Álbum Meribérica, 1988
Outras publicações: Selecções BD (1ª série)

Serge Morand é um detective privado que tem a sua agência em Reims. As suas aventuras combinam o policial e o fantástico.

Bibliografia portuguesa:

  • Plutonium  (Plutonium), 1983, Álbum Meribérica [1988]; Selecções BD (1ª série) #6 a #8
[actualizado em 8-11-2014]

Saint-Fauston

(Bélgica) Tintin, 1969
André-Paul Duchateau (argumento) e Henri Desclez (desenhos)
Estreia em Portugal: Tintin #39/2º ano, 21 de Fevereiro de 1970


Bibliografia portuguesa:
  • Saint-Fauston é seu irmão? (Saint-Fauston est-il son frére?), Tintin #39/2º ano
[actualizado em 8-11-2014]

Ringo

Western
(Bélgica) Tintin #32/20º ano, 10 de Agosto de 1965 - Tintin Sélection #38, Dezembro de 1977
William Vance (argumento e desenho)
Outros autores: Jacques Acar, Yves Duval, André-Paul Duchateau
Estreia em Portugal: Tintin #1/1º ano, 1 de Junho de 1968
Outras publicações: Álbum Livraria Bertrand, Mundo de Aventuras (2ª fase) 


Este efémero western clássico coloca em cena um temerário condutor de diligências da Wells-Fargo. Vance, o criador da série, teve a ajuda de vários argumentistas, como Acar, Duval ou Duchateau.

Bibliografia portuguesa:
  • Pista para Santa Fé (Piste pour Santa Fe), 1966, Vance, Tintin #8 a #24/1ºano
  • A cidade do medo (La ville de la peur), 1966, Vance e Acar, Tintin #1 a #7/1º ano
  • O juramento de Gettysburg (Le serment de Gettysburg), 1966, Vance e Acar, Tintin #27 a #42/1º ano
  • O ouro dos fugitivos (L'or des déserteurs), 1970, Vance e Duval, Mundo de Aventuras (2ª fase) #404
  • Três bandidos na neve (Trois salopards dans la neige), 1977, Vance e Duchateau, Álbum Livraria Bertrand; Tintin #48/13º ano a #17/14º ano

[actualizado em 8/11/2014]

Ric Hochet

Policial
(Bélgica) Tintin #13/10º ano, 30 de Março de 1955
André-Paul Duchateau (argumento) e Tibet (desenhos)
Outros autores: Van Liemt, Zidrou
Estreia em Portugal: Cavaleiro Andante #183, 2 de Julho de 1955 
Outras publicações: Álbum do Cavaleiro Andante, Zorro, O Falcão (1º série), Tintin, Tintin Especial Anual, Álbum Livraria Bertrand, Mundo de Aventuras (2ª fase), Selecções Tintin (Íbis), Almanaque Tintin, Álbum Publicações Dom Quixote, Álbum Editorial Futura, Cadernos Sobreda BD, Álbum Correio da Manhã, Álbum Público/ASA

Ric Hochet inicia a sua carreira como ardina. No ano seguinte, encontramo-lo como jornalista, herói de histórias completas curtas. Conhece o comissário J. Sigismond Bourdon da Polícia Judiciária e juntos formam uma dupla que desvenda numerosos enigmas policiais. A revista Cavaleiro Andante baptizou-o de João Nuno e a Zorro de Mário João.

Mr. Magellan

Policial
(Bélgica) Tintin #13/24º ano, 1 de Abril de 1969 - Tintin #26/40º ano, 25 de Junho de 1985
Jean Van Hamme (argumento) e Henri Ghion (desenhos)
Outros artistas: André-Paul Duchateau
Estreia em Portugal: Tintin #27/3º ano, 28 de Novembro de 1970
Outras publicações: Tintin Especial Anual, Selecções do Mundo de Aventuras, Almanaque Tintin

Mr. Magellan, um curioso agente secreto, amante de charutos e de carros luxuosos, trabalha para a I.T.O., uma agência de contra-espionagem. A sua melhor amiga, Capella, uma jovem russa, é portadora de uma força pouco comum, que os salva em algumas situações perigosas. Mr. Magellan é uma série que alterna o fantástico, o policial e o humorístico.  Em 1971, o argumento passa para a responsabilidade de André-Paul Duchateau.

Bibliografia portuguesa:
  • I.T.O. (I.T.O.), 1969, Ghion e Van Hamme, Tintin #27 a #41/3º ano 
  • O relógio do diabo (L'horloge du diable), 1969, Ghion e Van Hamme, Selecções do Mundo de Aventuras #243
  • Assalto ao Vaticano (Hold–up au Vatican), 1969, Ghion e Van Hamme, Tintin #15 a #29/5º ano
  • O rapidíssimo (Le robotissime), 1970, Ghion e Duchateau, Tintin Especial Anual de 1974
  • Operação Cristal (Opération Crystal), 1971, Ghion e Duchateau, Tintin #18, #21, #25 e #29/7º ano
  • Os dedos de aço (Les doigts d'acier), 1971, Ghion e Duchateau, Almanaque Tintin #5
  • A ilha dos colossos (L’île des colosses), 1972, Ghion e Duchateau, Tintin #44/7º ano
  • [-] (La cage aux fauves), 1972, Ghion e Duchateau, Tintin #47/7º ano
  • [-] (Le reveil des géants), 1972, Ghion e Duchateau, Tintin #51/7º ano
  • [-] (Carte blanche pour Magellan !), 1972, Ghion e Duchateau, Tintin #2/8º ano
  • O romance de Mr. Magellan (?), ?, Ghion e Duchateau, Tintin Especial Anual de 1976
  • A 2ª morte do faraó (La 2ème mort du pharaon), 1977, Ghion e Duchateau, Tintin #7 a #18/12º ano
[actualizado a 8-11-2014]

Hyperion

Histórico
(Bélgica) Tintin, 1979-1981
André-Paul Duchateau (argumento) e Franz (desenhos)
Estreia em Portugal: Mundo de Aventuras (2ª fase) #422, 12 de Novembro de 1981


Bibliografia portuguesa:
  • A bola de fogo (La boule de feu + La ville arène + L'épreuve du précipice + La catapulte + La rivière souterraine + Le mystère de la tour), 1979, Mundo de Aventuras (2ª fase) #422, #433 e #459

Hans

Ficção científica
(Bélgica) Super Tintin #8 - 12bis (spécial science-fiction), 1º trimestre de 1980 - Éditions du Lombard, Dezembro de 2000 
André-Paul Duchateau (argumento) e Grzergorz Rosinski (desenhos)
Estreia em Portugal: Almanaque do Mundo de Aventuras de 1983
Outras publicações: Álbum Meribérica, Mundo de Aventuras (2ª fase), Selecções BD (1ª série)

Após um conflito nuclear, a Terra é governada por Vasarly, um déspota cruel que é escoltado pelos Vigilantes. Os sobreviventes dividem-se em dois grupos: os habitantes da Cidade Brilhante e os «exteriores». Estes recusam a autoridade do ditador e vivem no interior de grutas glaciares. Hans é enviado por Vasarly numa missão, encontrando os «exteriores» e o amor da sua vida, Orquídea. Rosinski desenha a série até 1990, cedendo essa missão a Kas.

Bibliografia portuguesa:
  • A torre do desespero (La tour du désespoir), 1980, Rosinski e Duchateau, Almanaque do Mundo de Aventuras de 1983
  • A última ilha (La derniére île), 1980, Rosinski e Duchateau, Mundo de Aventuras (2ª fase) #511 a #512; Álbum Meribérica [1989]; Selecções BD (1ª série) #14 a #16
  • O prisioneiro da eternidade (Le Prisionnier de l'eternité), 1984, Rosinski e Duchateau, Álbum Meribérica [1989]
[actualizada em 7-11-2014]

Chick Bill

Western humorístico
(Bélgica) Chez Nous - Junior #1/1º ano, 30 de Abril de 1953
Tibet (argumento e desenhos)
Outros autores: Greg, André-Paul Duchateau
Estreia em Portugal: Tintin #4/3º ano, 20 de Junho de 1970 
Outras publicações: Nau Catrineta, Álbum Editorial Íbis, Álbum Livraria Bertrand, Tintin Especial Anual, Álbum Publicações Dom Quixote

Wood-City, uma pequena cidade de Montana no far-west, no cenário do século XIX, é o palco deste western humorístico. Dog Bull, xerife das célebres iras coléricas, administra a cidade com a ajuda do seu adjunto, Kid Ordinn, um monumento à verdadeira estupidez. A este duo se junta Chick Bill, um jovem cow-boy, montado no seu fiel Confetti, que vai vendo o seu papel diminuir ao longo da série, mesmo sendo o herói que vai capturando os fora-da-lei da região. A série vai tendo a ajuda de alguns argumentistas, como René Goscinny, André-Paul Duchateau ou Greg.

Bibliografia portuguesa:
  • Xerife vende-se (Shérif à vendre !), 1958. Tibet e Greg, Nau Catrineta #342 a #371
  • Aqui há rato! (Mort au rat), 1960, Tibet, Nau Catrineta #312 a #341
  • Pânico em O.K. Corral (Panique à KO Corral), 1963, Tibet e Greg, Álbum Editorial Íbis [1969]
  • Kid gatilho (Kid-la-gachette), 1964, Tibet e Greg, Álbum Editorial Íbis [197?]
  • O rancho dos fantasmas (Le ranch hanté), 1966, Tibet e Duchateau, Nau Catrineta #505 a #526
  • Uma questão de honra (Affaire d'honneur), 1967, Tibet e Duchateau, Tintin #31/4º ano
  • O dever acima de tudo (Le devoir avant tout), 1967, Tibet, Tintin #4/3º ano
  • A arma secreta de Kid Ordinn (L'arme secrète de Kid Ordinn), 1967, Tibet e Duchateau, Tintin #1 a #4/13º ano
  • O filão rachado do vigarista pérfido (Le filon fêlé du filou félon), 1968, Tibet e Duchateau, Tintin #33 a #46/13º ano
  • O truque trocado do xerife (Le troc truqué du shérif), 1969, Tibet e Duchateau, Tintin #11 a #30/14º ano
  • A espada ou o gatilho (L'épée ou la gachette), 1969, Tibet, Nau Catrineta #375 a #415
  • O sinal dos Bréchignac (Le signe des Bréchignac), 1969, Tibet, Nau Catrineta #416 a #459
  • O inocente da aldeia/Um inocente no inferno (L'innocent du village), 1970, Tibet e Duchateau, Nau Catrineta #527 a #573; Álbum Livraria Bertrand [1975]
  • O cow-boy de ferro (Le cow-boy de fer), 1971, HC, Tibet, Nau Catrineta #574 a #606*; Álbum Livraria Bertrand [1976]
  • O duro dos duros/Duraço como palha de aço (Le dur de dur des durs de durs), 1972, Tibet e Duchateau, Nau Catrineta #460 a #504; Álbum Publicações Dom Quixote [1983]
  • O refém ingrato (L'otage ingrat), 1973, Tibet, Tintin Especial Anual de 1974
  • O homem que quase igualou Lucky Luke (L'homme qui faillit égaler Lucky Luke), 1973, Tibet, Tintin#44/12º ano
  • Casanova Kid (Casanova Kid), 1974, Tibet, Álbum Publicações Dom Quixote
  • [-] (?), ?, Tibet, Tintin Especial Anual de 1975
  • Território 22 (Territoire 22), 1975, Tibet e Greg, Tintin #9 a #38/11º ano
  • 36 estrelas (36 Étoilles), 1975, Tibet e Duchateau, Tintin #39/11º ano a #11/12º ano
  • O ruivo e os calvos (Le chaud fauve et le faux chauve), 1975, Tibet e Duchateau, Tintin #4 a #19/10º ano
  • Coco, o belo em Wood-city (Schnot-le-bel à Wood-City), 1976, Tibet, Tintin #42/10º ano
  • Os milhões de Kid Ordinn (Les millions de Kid Ordinn), 1977, Tibet e Greg, Tintin #20 a #34/10º ano
  • A corrida para a água (La ruée vers l'eau), 1977, Tibet e Duchateau, Tintin #27 a #39/12º ano
  • Tempestade cor-de-rosa (Tempête rose), 1978, Tibet e Greg, Tintin #12 a #26/12º ano
[actualizado em 4/9/2015]

Al e Brock

Aventura
(Bélgica) Tintin #5/30º ano, 28 de Janeiro de 1975
André-Paul Duchateau (argumento) e Christian Denayer (desenhos)
Estreia em Portugal: Selecções Tintin #3, Outubro de 1984
Outras publicações: Álbum Edinter

Alcibiade Russel e Brockowski são os nomes verdadeiros da dupla de polícias americanos criada por Duchateau e Denayer para a nova versão do Tintin (Tintin hebdotimiste). A série humorística, que se iniciou com o nome de Les Casseurs (abandonado, em 1991, por ter uma conotação negativa), baseia-se nos frequentes cómicos acidentes de viação da dupla policial, explorando a vertente de Denayer no desenho de automóveis.A partir de 1993, Denayer faz-se assistir por Yvan Fernandez, terminando a série, um ano depois, com a edição em álbum pela Lombard.

Bibliografia portuguesa:
  • Alta tensão (Haute tension), 1975, Album Edinter [1986], Jornal da BD #209 a #216 
  • Sabotagem no Forte Tempest (Sabotage à Fort Tempest), 1976, Album Edinter [1986], Jornal da BD #217 a #224
  • Comandos em Red Manson (Opération Mamouth), 1977, Selecções Tintin #3 
[actualizado em 6-11-2014]

Christian Denayer

Desenhador
(Bélgica) Ixelles, 28 de Setembro de 1945

Christian Denayer seria um professor, mas a sua escolha recaiu numa carreira artística na ilustração. Devido à sua paixão por carros, é assistente de Jean Graton aos 17 anos de idade, colaborando em cerca de 10 álbuns da série Michel Vaillant. Além disso, faz alguns gags humorísticos na revista Junior, bem como Alain Bercy na Formule 1 (1967), seguido por L'Ecurie Europa na revista J2 Jeunes. Mais tarde, trabalha como assistente de Tibet em Ric Hochet. Tibet encoraja-o a criar a sua própria série, aparecendo Yalek em 1969, com argumento de André-Paul Duchâteau para a Le Soir Jeunesse.
Para a mesma revista e também com Duchateau, produz Alain Chevallier, uma série no mundo automóvel, que se transfere para a revista Tintin. Nesta revista, desenha Les Casseurs em 1975, uma série que, mais tarde, é renomeada para Al et Brock. Denayer e Duchâteau passam pela Spirou com as séries L'Inspecteur Spirou e Patrick Leman. Em 1986, Denayer cria Gord com Franz.
Para a editora Claude Lefrancq, desenha TNT com textos de Loup Durand e Duchâteau, com base na obra do novelista Michaël Borga. Para a Lombard, Denayer produz High School Generation, uma BD para adolescentes que dá origem a cinco álbuns entre 1994 e 1998. Em 2000, começa a trabalhar com Jean Van Hamme na série Wayne Shelton, publicada pela Dargaud. Após os dois primeiros episódios, Van Hamme é sucedido, em 2003, por Thierry Cailleteau.

Bibliografia portuguesa:
Al & Brock, Alain Chevalier, Yalek

One-shots
  • A primeira volta a França (Le premier tour de France), 1964, Graton e Denayer, Nau Catrineta #183 a #186
  • A dinastia dos Campbell (La dynastie des Campbell), 1967, Denayer e Paape, Tintin #2/1º ano
  • Os 113 dias de William Willis (Les 113 jours de William Willis), 1967, Denayer e Step, Tintin #38/1º ano
[actualizado em 8-11-2014]

Tintin

Datas de publicação:
#1/1º ano (1 de Junho de 1968) ao #21/15º ano (2 de Outubro de 1982) [cada ano continha 52 números]
Dimensões aproximadas: 190x275 mm
Cor: 4 cores
Director:
#1/1º ano ao #33/3º ano: Jaime Mas
#34/3º ano ao #41/13º ano: Henrique F. Trigueiros
#52/13º ano ao #21/15º ano: Vasco Granja
Propriedade:
#1/1º ano ao #24/5º ano: Editorial Íbis, Lda. e Livraria Bertrand, SARL
#25/5º ano ao #50/7º ano: Livraria Bertrand, SARL
#51/7º ano ao #21/15º ano; Livraria Internacional, Lda.

Tintin é a versão portuguesa da revista belga e francesa, recolhendo, igualmente, material publicado na revista Pilote.
Foram editadas 28 recolhas encadernadas correspondente a cada semestre (26 números)


Séries publicadas:
Achille Talon, Adolphe Pathos, Ahlalàààs (Os), Alain Chevallier, Ali Béber, Ali Bi, Alix, Ambrósio & Gino, Arabelle, Arlequin, Astérix, BalafonBalthazar, Barelli, Beany o ratinho, Benjamin, Bernard Prince, Blake & Mortimer, Blueberry, Bob Binn, Bob Morane, Bross (Os irmãos), Bruno Brazil, Buddy Longway, Capitan, Cavaleiro Ardent, Cavaleiro Beloiseau, Charlotte Poireau, Chick Bill, Clifton, Clin d'Oeil, Clique & Flash, Clorofila & Minimum, Cobalt, Comanche, Corentin, Corto Maltese, Cubitus, Dan Cooper, Dani Futuro, Doc Silver, Domino, Dudi, Eco, Efémero, Egídio, Emílio, Excalibur, Flordelys, Franval (Os), Gomez & Gonzalez, Harald o Viking, Hassan & Kadour, Hiper-X, Histórias e Lendas de Magia e Bruxaria, Howard Flynn, Humpá-Pá, Ian Kaledine, Incrível Désiré, Io, Ivan Zourine, Ivar & Albert, Jason Drum, Jerónimo, Jonathan, Jugurtha, Ken Krom, Késako, Korrigan, Lady Black, Lady Bound, Lefranc, Léo Gwenn, Line, Luc Orient, Lucky Luke, Martin Milan, Master Kit, Max o explorador, Michael Logan, Michel Vaillant, Modeste & Pompon, Mr. Magellan, Mycroft & Klaxon, Nahomi, Nanouche, Niky, Olivier Rameau, Orphylon, Pamphile Phileas, Pancho Bomba, Panteras (As), Papílio, Pequeno Biniou (O), Pom & Teddy, Prosper, Prudence Petitpas, Rataplan, Ray «25», Red Rétro, Redeye, Ric Hochet, Rififi, Ringo, Robin da Mata, Rorika, Rouly-la-brise, Saint Fauston, Secção "R", Senhor Tric (O), Simon du Fleuve, SkblllzSpaghetti, Spirit, Stéréo-Land, Strapontan, Taka Takata, Tanguy & Laverdure, Tânia & Cª, Tetfol, Thorgal, Tintin, Tom Applepie, Touky o Tucano, 3 As, Trio de Damas, Tufutu, Tunga, Udolfo, Valérian, Vasco, Vega, Vincent Larcher, Wapi, Wen, Wilbur & Mimosa, Zig & Puce

One-shots publicados:

EM BREVE

[actualizado a 9-3-2015]
Esta página destina-se a compilar a banda desenhada publicada nas revistas portuguesas do século XX. Os dados constantes desta base de dados foram retirados das revistas, álbuns, bibliografia especializada e páginas da Internet. As informações constantes desta base de dados não se consideram completas, sendo meramente uma comparticipação do autor para o estudo da banda desenhada publicada em Portugal. Contudo, as bases de dados estão em permanente actualização. A catalogação dos episódios está, quando possível, ordenada por ordem cronológica da sua edição no país de origem. Nos autores, o primeiro nome refere-se ao desenhador. O ano refere-se à primeira publicação do episódio. Desde já, agradeço quaisquer colaborações para o desenvolvimento desta página, enviando correcções, aditamentos ou sugestões através do formulário da página.